Gerenciamento de Fornecedores para maximizar empresas e potencializar estratégias

gerenciamento-de-fornecedores

Um bom gerenciamento de fornecedores implica em melhores resultados de produção, suporte mútuo e, consequentemente, na maximização da sua empresa. Isso porque quando os processos são organizados, a tendência é alcançar excelência.

Para saber como fazer um bom gerenciamento de fornecedores, confira as informações abaixo e atente-se às dicas que trouxemos hoje. Dessa forma, os resultados da sua empresa serão, com certeza, os melhores!

O que é Gestão de Fornecedores?

Para se ter uma cadeia produtiva, com todos os setores da empresa funcionando com eficiência, a gestão de fornecedores se faz necessária. Visto que é através dela que os processos de seleção, avaliação e, por fim, homologação desses fornecedores ocorre.

Dito isso, é importante ressaltar que a gestão de fornecedores impacta direta e fortemente na quantidade de produção, na sua qualidade e, inclusive, nos seus preços, já que é através destes fornecedores que uma empresa consegue a matéria-prima necessária para colocar à venda seus produtos e serviços. 

Dessa forma, é bom ter em mente que essa gestão dá conta de elementos como a matéria-prima citada acima, os suprimentos e até mesmo dos produtos intermediários.

Logo, fazer uma pesquisa correta de quais fornecedores escolher ajuda a selecioná-los com maior critério. 

Dica de leitura: Conheça os tipos de fornecedores e aprenda como encontrar os melhores fornecedores para o seu nicho de mercado.

Para que serve o gerenciamento de fornecedores? 

Como afirmamos anteriormente, o gerenciamento de fornecedores tem grande impacto sobre o processo de produção e como os resultados de venda se concretizarão ao fim do dia. De forma sucinta, ela implica em: 

  • Uma maior qualidade de produtos entregues: o gerenciamento de fornecedores permite que se escolha os que possuem a matéria-prima com melhor custo/benefício para atender às necessidades dos clientes;
  • Assegurar que prazos sejam cumpridos: se os fornecedores são de confiança, o estoque nunca terá escassez e, dessa forma, os produtos não atrasarão;
  • Preços mais competitivos: quando o vínculo entre o solicitante e o fornecedor é forte, pode-se abrir margem para novos acordos, inclusive de preços;
  • Valor agregado de produtos mais elevado: se a qualidade do produto, tal qual o cumprimento do prazo de entrega vão bem, a empresa se torna mais competitiva no mercado.

É bom ressaltar, no entanto, que para concretizar uma excelente estratégia, o segredo está em não depender de apenas um fornecedor, porque, afinal, problemas externos podem ocorrer. 

Por isso, tenha uma lista de fornecedores de confiança para que tudo esteja sempre assegurado! Isso, inclusive, faz parte de um bom gerenciamento de fornecedores. 

tenha-uma-lista-de-fornecedores

7 Passos para o gerenciamento de fornecedores

Visto que o gerenciamento de fornecedores é uma prática bastante necessária para o bom funcionamento dos negócios, é importante alinhar certas práticas dentro da própria empresa para fazer com que ele funcione plenamente. 

Abaixo, confira algumas dicas para ajudar nessa gestão para fazer com que tudo ande nos trilhos de forma a maximizar seus resultados cada vez mais. 

1. Tenha objetivos claros

Quando as metas são claras e objetivas, fica mais fácil entender o que sua empresa precisa para colocá-los em prática e atingir resultados positivos. Por outro lado, se não houver uma boa definição de objetivos, todos os setores ficarão perdidos. 

Por isso, aposte em metas e objetivos claros para que o gerenciamento de fornecedores seja mais simplificado, de forma que todas entendam onde a empresa quer chegar e como cada um deverá agir para cumprir com as metas nos devidos prazos. 

2. Organização interna é importante

Depois de definir as metas de uma empresa, é importante definir como elas deverão ser cumpridas. Quando cada setor da empresa sabe seu papel e suas próprias metas para alcançar um objetivo maior, fica mais fácil trabalhar individualmente para compor melhor o resultado conjunto. 

É como se fosse uma colméia de abelhas: cada uma delas sabe qual é seu papel dentro daquela sociedade e, ao realizá-lo, ajudam umas às outras. Porém, se alguma delas está perdida, é capaz que o processo do restante seja prejudicado. 

3. Alinhe informações que tenham relevância

Informações relevantes devem ser trocadas entre o contratante e o fornecedor a fim de haver sempre um acordo sobre as maiores necessidades da empresa e o quanto é possível supri-la. Se isso for atrelado ao meio digital, melhor ainda!

Por exemplo: se o fornecedor tiver acesso à quantidade de produtos que estiverem dispostos no seu estoque, quando esses produtos estiverem perto de acabar ele pode promover uma nova remessa sem que seja necessária uma solicitação, o que pode ser de grande ajuda. 

4. Construam juntos um bom relacionamento

A gestão de fornecedores também ocorre devido ao bom relacionamento entre a empresa que solicita o fornecimento e os próprios fornecedores. 

Isso porque não só pode ocorrer como explicado anteriormente de surgirem novas possibilidades de acordo, mas também pela relação de confiança mútua que se estabelece.

Além disso, dentro de uma relação boa entre parceiros existem situações em que ambos ganham com isso. Dessa forma, uma boa relação é um dos pilares para haver não só respeito, mas também um bom funcionamento dos serviços. 

5. Se a parceria não é boa, não insista

Às vezes pode ocorrer de a empresa tentar todas as dicas para um bom gerenciamento de fornecedores, mas seu parceiro não corresponder às deixas: produtos atrasados, erros de entrega, falta de interação entre os times são exemplos. 

Portanto, se a parceria traz mais prejuízos do que ganhos, talvez o melhor a se fazer seja procurar outras oportunidades com outros servidores.

Apesar de parecer desanimador, também faz parte do gerenciamento de fornecedores, mas a boa notícia é que isso pode abrir portas para relacionamentos excelentes com outros aliados. 

Dica de leitura: Como encontrar bons fornecedores para sua empresa?

6. Nunca se esqueça de formalizar a parceria

Embora achemos que aquele fornecedor é de palavra e que nunca faria nada para prejudicar nosso negócio, é importante formalizar parcerias através de contratos escritos, já que imprevistos acontecem. 

Além disso, não só a sua empresa como a do próprio fornecedor estarão resguardadas legalmente caso algo ocorra, mesmo que sem intenção. Prever esse tipo de situação faz parte de um bom gerenciamento de fornecedores. 

Dica de leitura Negociação com fornecedores: 4 Passos para um bom contrato.

7. Utilize softwares para ajudar no trabalho 

A tecnologia é uma grande aliada atualmente para ajudar nos processos que parecem mais complicados na hora de realizar diversos trabalhos. Por exemplo, através dela é possível contabilizar quais produtos no seu estoque irão acabar, quais produtos perecíveis estão para vencer, dentre outros aspectos. Por isso, faça uso dela sempre que necessário. 

Não se esqueça que mesmo na prospecção de fornecedores ela pode te auxiliar: o Cadastro Empresa, por exemplo, conta com uma plataforma que pode te ajudar na seleção de fornecedores sempre que precisar.

Confira nossos serviços!

vantagens-do-gerenciamento-de-fornecedores

Vantagens do gerenciamento de fornecedores

Como você pode ter visto até aqui, o gerenciamento de fornecedores pode trazer diversas vantagens que não implicam somente no resultado do produto final, mas em todo o processo de funcionamento dos setores agregados. Com isso em mente, os maiores destaques dessa gestão se encontram logo abaixo.  

Melhor experiência de trabalho

Um ambiente de trabalho mais organizado, onde não faltem produtos e não exista falta de comunicação, mas, ao contrário, existe confiança, suporte e auxílio mútuos é não somente um local prazeroso de se trabalhar, como também acarreta em benefícios visíveis nas finanças. 

Maior organização nos processos

Quando toda a empresa sabe o que funciona ou não dentro de seus processos, fica muito mais fácil identificar pontos a serem mantidos, potencializados ou até mesmo descartados. Dessa forma, se evita demais problemas com a realização do serviço, a aquisição de insumos e até na entrega do produto final. 

Conclusão

Depois de entender o que é o gerenciamento de fornecedores, para que ele serve e receber algumas dicas sobre como utilizá-lo corretamente para maximizar sua empresa, não deixe de colocar em prática os ensinamentos. 

Em caso de dúvidas ou interesse nos nossos serviços, consulte o Cadastro Empresa. Nosso objetivo é ajudar você a se destacar no mercado e conquistar os melhores resultados!

Confira nossos melhores insights sobre fornecedores e empreendedorismo em nosso blog. Um grande abraço e até a próxima semana!

Compartilhe:

Deixe um comentário