Adiantamento a Fornecedores: O que pode e não pode

O adiantamento a fornecedores é um dos processos necessários para uma empresa de maior porte garantir seu fluxo de vendas.

Em geral, o consumidor final não está ciente dos processos internos, mas um empresário precisa salvaguardar eles para evitar imprevistos. 

Esse processo trata-se de uma das classificações contábeis.

Nem todos os profissionais da área, como empresários e até mesmo contadores, compreendem a dimensão de importância acerca dos registros de classificações contábeis.

Entender estrategicamente como conseguir fornecedores para sua empresa é uma tarefa altamente importante, pois esta etapa definirá todo o processo de vendas!

É necessário ter registro constante do adiantamento a fornecedores, pois este é, além de uma classificação, um direito da empresa.

Ter o controle sobre esses documentos é essencial para garantir o funcionamento máximo do empreendimento, do ponto de vista financeiro, mas também para garantir direitos em relação aos fornecedores.

Ademais, na eventualidade de uma prestação de contas ou venda da empresa, ter a documentação separada por classificação contábil, confere uma imagem positiva à empresa. 

Entenda os detalhes o que é o adiantamento a fornecedores, como realizá-lo, seus diferentes tipos e o quanto essa classificação contábil interfere na prestação de contas da empresa.

fornecedores-Cadastro-Empresa

O que é um Adiantamento a Fornecedores?

A forma mais simples de pensar no conceito de adiantamento a fornecedores é relacioná-lo a um ato de compra de sua empresa.

Para que você possa fabricar produtos em determinada quantidade, a fim de cumprir as quotas de produção propostas, é necessário um relacionamento duradouro com bons fornecedores de insumos, ou seja, de matéria-prima.

O adiantamento a fornecedores também decorre da aquisição de serviços prestados por outras empresas.

Basicamente, engloba os ativos adquiridos no processo empresarial como um todo. Os ativos, nesse caso, constituem-se de estoques, depósitos, matérias-primas e tudo o que for dessa natureza.

Em contrapartida, o fornecedor deve entregar a mercadoria na parte ou no todo, como estabelecido no contrato da compra.

Todo fornecedor pode requerer um adiantamento?

Uma vez compreendida a relação de direito e obrigação entre empresa e fornecedor, é preciso descobrir se isso cabe a todo tipo de fornecedor e a todo tipo de compra e contratação.

No geral, todos os fornecedores poder estar requerendo um adiantamento. O que altera é são as taxas aplicadas a cada tipo de fornecedor.

adiantamento-a-fornecedores

Como realizar um Adiantamento a Fornecedores

O adiantamento a fornecedores é recebido junto à nota fiscal da mercadoria. Serve como uma espécie de recibo do pagamento. 

Por fazer parte de uma expectativa de direito (mesmo que a entrega da mercadoria não ocorra a empresa que pagou deve receber do fornecedor todo o valor investido na aquisição do bem  ou serviço) o adiantamento a fornecedores deve ser contabilizado na conta do Balanço Patrimonial da empresa.

Adiantamento a fornecedores de estoque 

Todos os valores correspondentes à matéria-prima, insumos ou materiais de uso e consumo são contabilizados no Ativo Circulante, que menciona os direitos e bens a serem liquidados pela empresa. 

O valor do adiantamento permanecerá nessa conta, que se trata da expectativa do direito, até que o negócio seja finalizado, ou seja, quando a mercadoria for entregue.

Uma vez que isso ocorre é possível dar baixa no adiantamento.

Adiantamento a Fornecedores de Serviços

Assim como no anterior, o adiantamento a fornecedores de serviços também entra para a conta de Ativos Circulantes, ou seja, na lista dos direitos e bens que possuem maior grau de liquidez (que podem ser transformados em dinheiro a curto e médio prazo, a saber, até um ano).

Ao seguir o procedimento contábil, o valor do adiantamento por um serviço a ser prestado no futuro só receberá baixa na prestação do serviço celebrado em contrato.

Uma observação importante sobre os adiantamentos a fornecedores de serviço é que no caso dos fornecedores de serviço relacionados ao Imobilizado, a classificação entra no Ativo Não Circulante.

Isso acontece devido à natureza do serviço a ser prestado e do valor correspondente à expectativa de direito da empresa adquirente. 

Adiantamento a Fornecedores de Imobilizado

No processo empresarial que envolve a indústria, o ativo imobilizado corresponde a todo tipo de direito sobre equipamentos e máquinas; tudo o que deve ficar estacionado em algum lugar de propriedade da empresa.

Os próprios imóveis são entendidos como ativos imobilizados.

Os imobilizados possuem uma diferença entre os de mercadoria e serviço, pois entram no grupo classificatório de Ativos Não Circulantes.

Os Ativos Não Circulantes se referem ao outro extremo da escala de grau de liquidez.

Esses ativos, por natureza, não podem ser convertidos em dinheiro com facilidade e pouco tempo. Na prática, são investimentos em máquinas, instalações e logística.

No adiantamento a fornecedores de imobilizado, a conta será chamada de “Imobilizado em adiantamento”.

O valor entra como “débito” até que haja a baixa do adiantamento. A baixa ocorre na entrega dos produtos ou na construção do maquinário, por parte da empresa fornecedora. 

Requisições necessárias

Existe uma série de orientações a serem levadas em conta na hora de classificar o adiantamento a fornecedores.

É preciso caracterizar a natureza da mercadoria, serviço ou imobilizado envolvido no adiantamento.

Não raro, o mesmo produto, serviço ou imobilizado adquire funções diversas, por isso é recomendado que seja avaliada a intenção por trás de cada um deles.

Isso apenas quando não se puder detectar de imediato a que função o objeto do fornecimento corresponde.

O critério da intenção nas atividades da empresa sempre será de desempate. Não há que em todas as ocasiões classificar como ativo ou passivo.

Recolhimento do saldo não utilizado

recolhimento-de-saldo

Em caso de saldo não utilizado, este será recolhido à, por via de uma guia de arrecadação, a qual informará o nome da empresa adquirente do bem ou serviço, o nome da empresa fornecedora e o valor a ser restituído.

O prazo para recolhimento do saldo é de três dias, a partir do fim do intervalo de aplicação.

Prestação de contas

prestacao-de-contas

Os documentos para prestação de contas deverão ser originais (não aceita-se cópias ou xérox), legíveis, sem rasura e devem conter a data relativa ao estágio da aplicação.

Já o prazo da prestação de contas se dá em cima do adiantamento recebido, num prazo de dez dias a contar do último dia da fase da aplicação.

Conclusão

Tanto em negócios de natureza privada quanto de natureza pública, o adiantamento a fornecedores é uma classificação contábil de extrema importância.

É necessário compreender a natureza de cada bem ou serviço adquirido pela empresa, de forma a manter todos os valores dos ativos e passivos sob controle.

Somente através do cálculo preciso, e da constância nas contas é possível de fato estimar o valor que sua empresa tem.

Além de garantir o cumprimento de seus direitos, no que diz respeito à liquidez dos bens ou às próprias entregas garantidas pelo contrato de fornecimento.

Ficou alguma dúvida?! Comente aqui em baixo, será um prazer responder seu feedback!

Bons negócios,

Um abraço!

Compartilhe:

Deixe um comentário