Lean manufacturing: o que é? 5 dicas para otimizar a gestão da empresa!

Responsável por mudar de forma radical a gestão interna de produção, o Lean Manufacturing é uma metodologia revolucionária, fundamental para que a sua empresa consiga atingir o tão desejado sucesso!

Também conhecida como Manufatura Enxuta — se traduzida ao pé da letra — o Lean Manufacturing tem como principal missão principal otimizar toda a eficiência no processo produtivo de uma empresa. Para isso, o método conta com diferentes formas para eliminar todos os desperdícios que acontecem durante as etapas da produção.

Com a eliminação desses desperdícios, também observamos uma grande redução no custo de produção, assim como a construção de uma estrutura que seja mais eficiente e rápida, dentro da logística da empresa.

A metodologia de Lean Manufacturing é responsável por trazer excelentes resultados para os mais diferentes negócios, uma vez que sua logística é responsável por produzir resultados de qualidade e com melhorias constantes!

Mas como você pode aplicar o Lean Manufacturing na sua empresa? Como otimizar a sua gestão e resultados? Estamos aqui para responder essa e muitas outras perguntas. Acompanhe nosso texto e saiba tudo sobre essa metodologia que mudou o mercado!

O que é Lean manufacturing

Desenvolvido por Taiichi Ohno, engenheiro responsável pela Toyota no início do século XX, e aproveitado anos depois pelos próprios Frederick Taylor e por Henry Ford, o Lean Manufacturing é uma metodologia que segue a filosofia de reduzir ou, até mesmo, eliminar o máximo possível todos os desperdícios e erros que forem cometidos durante a linha de produção da empresa.

Com isso, podemos ver que a estratégia estabelece uma otimização de todo o processo de produção, promovendo tanto a eficiência quanto uma melhora na qualidade dos resultados — que decorre em um produto final perfeito para o consumidor.

O que é Lean manufacturin
Fonte/Reprodução: original

Nessa filosofia de Lean Manufacturing, sete principais pontos são levantados para a redução de desperdícios: movimentação, transporte, inventário, produção excessiva, espera, defeitos e processamento excessivo. Esses alvos são os principais responsáveis pela otimização de todo o processo.

O Lean Manufacturing foi o grande responsável por modificar toda a indústria automotiva e revolucionar toda uma cadeia de produção ao redor do mundo. Até hoje, os seus conceitos são bastante utilizados em diversos setores do mercado global.

Para que serve o Lean manufacturing?

Mas ok, sabemos o que é o Lean Manufacturing e como ele surgiu no mercado. Então, qual seria a principal função dessa filosofia tão utilizada em diversas fábricas e indústrias presentes no mercado ao redor do mundo?

Bom, quando adotamos essa metodologia, temos o grande objetivo de evitar que ocorram certas perdas e desperdícios dentro da linha de produção. Para isso, o Lean Manufacturing procura eliminar, de toda a cadeia de operações, quaisquer atividades que não acrescentam nenhum valor ou otimização ao processo de produção — e ao produto que será feito.

É possível que você esteja se perguntando: como o Lean Manufacturing faz isso? Pois bem, esse sistema procura estabelecer uma análise crítica de todas as etapas presentes na produção e suas respectivas perdas. Em cada ponto específico que é analisado, observamos uma ação que pode ser tomada com o intuito de resolver essas perdas.

A filosofia conta com uma estrutura bastante sistemática e, através dela, podemos atingir o nosso objetivo sem prejudicar, em nada, a produtividade e a qualidade da sua gestão. Muito pelo contrário, são incontáveis as vantagens e benefícios que esse método apresenta para a sua companhia.

Para o sucesso do Lean Manufacturing dentro na gestão interna ou na cadeia de produção, é importante ter uma equipe capacitada e que tenha como identificar todos os pontos necessários para evitar os desperdícios e riscos que podem ocorrer durante toda a logística e os diferentes processos internos da empresa.

Adotar essa estratégia é, afinal, um grande diferencial para a sua produção e dentro do mercado competitivo. Isso porque, por mais que seja um extra a ser investido, você será capaz de avaliar todo o cenário da sua empresa, reduzir todos os riscos presentes e garantir o sucesso para o seu produto final!

Como posso otimizar minha empresa com esse sistema?

Não há segredo para otimizar a sua empresa com o Lean Manufacturing! Quando compreendemos como a filosofia funciona e aprendemos os pontos que devem ser otimizados e tratados com cuidado, podemos facilmente aplicar essa metodologia.

Antes de decidirmos usar a estratégia em nosso dia-a-dia, devemos estudar com atenção e cautela a empresa e todo o seu processo logístico e de produção, assim como analisar todos os pontos que precisam de melhorias e desvios que são feitos em sua rotina.

Como posso otimizar minha empresa sistema
Fonte/Reprodução: original

Outra excelente iniciativa, antes de aplicar essa estratégia, é dialogar com a equipe e entender quais pontos devem ser melhorados. Isso garante uma melhor visão sobre todo o processo, bem como uma melhor relação com o seu time.

Bom, é aqui que entra o Lean Manufacturing: com o objetivo de otimizar toda a gestão interna do seu negócio, além de reduzir os custos e o tempo de produção, essa filosofia deve eliminar todos os desperdícios da sua rotina — ou seja, tudo o que o cliente não considera como valor final do produto.

Para aplicarmos o Lean Manufacturing em nosso dia-a-dia, devemos ter em mente que a filosofia aborda oito pontos diferentes — considerados como desperdício — para garantir a agilidade e uma excelente produtividade na cadeia interna da empresa. São eles:

Logística e transporte

Aqui, a filosofia procura reduzir todas as movimentações que são desnecessárias e que só servem para atrasar a produção e desperdiçar, tanto tempo, como recursos da empresa.

Excesso de produção

As quantidades produzidas devem ser de acordo com a sua demanda, nada além disso. Isso porque, como consequência da fabricação em grandes quantidades, temos uma superprodução que causa desperdício de recursos e de produtividade da equipe.

Tempo

No Lean Manufacturing, um ciclo só se inicia quando o anterior se encerra. Afinal, se fizermos todos de forma simultânea, nos atropelamos, perdemos tempo e atrasamos a produção.

Processos em excesso

Enxugamos, também, todas as etapas que estão presentes em excesso e que não agregam nenhum tipo de valor ao produto final.

Estoque

Devemos evitar deixar o inventário da empresa superlotado com matérias-primas. Isso geralmente ocorre por conta de erros durante determinadas trocas de informações ou com os fornecedores.

Deslocamento de funcionários

Precisamos evitar também a movimentação em excesso das diferentes equipes presentes no processo. Quando elas se deslocam de uma etapa a outra sem necessidade, se atropelam e desperdiçam tempo de produção.

Erros e defeitos

Devemos, através do Lean Manufacturing, mitigar todos os riscos e os defeitos presentes durante cada etapa dos processos. Assim, reduzimos esses problemas e todos os prejuízos causados por eles aos nossos consumidores.

Habilidades

Em diversas cadeias de produção, as habilidades e o potencial de cada funcionário não são aproveitados ao máximo. Aqui, permitimos que cada envolvido tenha a oportunidade de crescer e de ter autonomia nos diferentes processos.

Ao promover a minimização do inventário, redução de custos e enxugar diversos pontos presentes nos diferentes setores, ganhamos agilidade, produtividade e uma grande otimização de tempo dentro da cadeia de produção da empresa. O Lean manufacturing é revolucionário e é fundamental para cada negócio que deseja atingir o sucesso.

As 5 dicas do Lean Manufacturing para te ajudar otimizar sua gestão

Bom, por mais que a gente foque nos oito pontos principais, já citados no texto, presentes em nossa cadeia de produção diária, há 5 pilares que sustentam e guiam o Lean Manufacturing na sua gestão.

Esses princípios são dicas fundamentais para que a filosofia cumpra sua função com excelência e consiga, diariamente, reduzir seus gastos e eliminar todos os desperdícios que existem em diferentes setores da produção.

Eles são aplicados de forma simultânea dentro da cadeia de trabalho e procuram extrair o máximo para que a fabricação tenha uma boa otimização, garantindo que o produto final apresente a qualidade merecida. Os princípios que norteiam o Lean Manufacturing são:

O valor

Podemos definir esse princípio como todos os fatores que o cliente considera ter destaque e ser de grande importância para o produto final. Ou seja, basicamente é o que o consumidor deseja encontrar no que foi adquirido.

Na filosofia do Lean Manufacturing, esse princípio tem como missão eliminar todos os processos e os materiais que não tenham nenhum efeito ou simplesmente não agreguem valor ao produto. Assim, reduzimos custos de produção e entregamos o que o cliente deseja.

O fluxo de valor

Já o fluxo de valor é definido como todos os processos e etapas que o produto passa dentro da cadeia, desde a chegada da matéria-prima até estar nas mãos do consumidor em sua forma final.

Analisamos aqui todas as etapas presentes na cadeia produtiva, observando quais são as atividades realizadas que não acrescentam em nada ao produto final e, eliminando estas, focamos nas que trazem resultados positivos.

Fluxo

O fluxo, também chamado de fluxo contínuo, dentro da filosofia, determina que as etapas presentes dentro do processo de produção não podem ter um tempo entre si. Ou seja, como o seu segundo nome diz, tem que ser contínuo e, assim que uma etapa ou um ciclo for encerrado, outro deve começar imediatamente.

Como resultados, podemos observar uma cadeia de produção bem mais produtiva e otimizada, com eficiência para entregar ao consumidor o produto final no menor tempo possível e sem nenhum desperdício dentro da gestão interna da empresa.

Puxar

Esse é um ponto interessante dentro do Lean Manufacturing. Puxar a produção, ou princípio da produção puxada, é o pilar de um dos pontos que já conversamos na aplicação dessa metodologia.

Segundo ela, quem vai definir a quantidade de produtos que deverão ser fabricados pela cadeia será a demanda dos consumidores. Suas necessidades e os seus problemas serão os fatores que vão guiar a produção.

Dessa forma, se evita desperdício de recursos e de matéria prima, assim como é promovida a redução de custos de produção. Logo, a sua empresa não irá produzir quantidades infinitas para que o setor de vendas e marketing se torne responsável por queimar o estoque.

Perfeição

Por fim, devemos sempre buscar a perfeição e desejar que tudo seja o melhor possível. Dia-a-dia, nós temos que procurar melhorar sempre cada processo, tanto pessoal como na gestão de produção.

É o seu dever procurar melhorar a previsão de demanda, otimizar o tempo de produção, entregar um produto de qualidade ao cliente, otimizar a velocidade e muito mais! Como gestores e empreendedores, a busca pela perfeição é um guia e deverá nortear sempre o dia-a-dia da sua empresa.

A metodologia e filosofia do Lean Manufacturing apresenta inúmeros benefícios dentro da cadeia produtiva de diversas empresas, independente do setor e do nicho de mercado que atua e é ideal para fortalecer a sua marca e garantir presença dentro do cenário competitivo atual.

Quer otimizar sua produção? Melhorar a dinâmica da sua gestão interna e eliminar todos os desperdícios presentes nela? Então, nem pense duas vezes e já comece a aplicar o Lean Manufacturing no cotidiano da sua empresa!

© 2013-2024 Cadastro Empresa

Política de Privacidade

Você já conhece nossas redes sociais?!