Você sabia que muitas micro empresas não conseguem superar os primeiros anos de vida? Essa alta taxa de insucesso ocorre muitas vezes pela falta de gestão e preparação dos empreendedores. Leia as dicas abaixo e evite os erros mais recorrentes.

Defina qual é o seu negócio

Antes de mais nada você precisa definir qual será o seu negócio. Para isso, é necessário levar em consideração as suas habilidades, conhecimentos e experiências. Você precisa gostar do ramo do seu negócio e dominar ele.

Se você gosta de cozinhar, que tal abrir uma confeitaria ou restaurante? Se você adora escrever, que tal criar um blog ou compor um livro? Existem milhares de alternativas para você trabalhar exatamente com o que gosta. Tire um tempo para refletir sobre o assunto e identifique algumas opções de negócio.

Tenha um sócio ou empreenda sozinho

Você deve decidir entre ter um sócio ou ser o único dono do negócio. As duas alternativas possuem suas vantagens e desvantagens. Quando se trabalha sozinho, o empreendedor não precisa dar satisfação a ninguém e pode tomar suas próprias decisões.

Por outro lado, um parceiro de trabalho é alguém que pode complementar os seus conhecimentos, ajudar no operacional do dia a dia e dividir despesas e responsabilidades. O sócio deve ser alguém de confiança e que tenha qualidades essenciais para o desenvolvimento do negócio pretendido.

Empresa própria ou franquia

Outro ponto a ser considerado, é a possibilidade de se tornar um franqueado de uma rede ou ter o negócio próprio. Em geral, as franquias oferecem menos riscos por serem empresas já existentes e planejadas. O custo de marketing é compartilhado, o que reduz o custo e o esforço de cada uma das unidades.

Quando um empreendedor adquire uma franquia, ele não se torna realmente dono de seu próprio negócio, já que será necessário prestar contas e seguir uma série de regras e conceitos já definidos. Isso pode ser um problema para as pessoas muitos dinâmicas, que gostam de criar produtos e definir processos. Podem se sentir engessadas e sem liberdade para implementar suas próprias ideias.

Tenha um plano de negócios

O plano de negócios é uma ferramenta fundamental para você ter um negócio lucrativo. É através dele que o empreendedor consegue colocar no papel suas ideias e ter uma visão ampla do negócio. Para fazer uma plano de negócios de qualidade é necessário fazer o levantamento de uma série de informações. Os mais importantes são:

  • Quem são meus clientes?
  • Quem são meus concorrentes?
  • Quem são meus fornecedores?
  • Quais são os produtos/serviços da minha empresa?
  • Quais são meus pontos fortes e quais são os pontos que precisam ser aprimorados?
  • Qual o tamanho do mercado?
  • Qual é o plano de marketing?
  • Qual o investimento total necessário para a empresa?
  • Qual o faturamento dela?
  • Em quanto tempo terei o retorno do capital investido?

O plano de negócio mostrará mais claramente a viabilidade do negócio e deve ser revisto periodicamente. Mudanças no mercado acontecem a todo momento e o plano de negócios deve ser aprimorado e alterado se necessário.

Essa ferramenta deve ser de fácil leitura e dará um norte para a empresa, indicando os próximos passos a serem tomados.

O plano de negócios exige comprometimento e muito estudo, porém o resultado é recompensador. É através dele que você saberá se realmente vale a pena abrir, manter ou ampliar um determinado negócio.

Conclusão

Se você leu este artigo até o final, já demonstra que está com muita vontade de abrir seu próprio negócio. Acredite nas suas ideias, faça um estudo detalhado e coloque seu plano em ação. Tenha força de vontade e disciplina para realizar seus sonhos.

Não se deixe abalar pela primeira dificuldade que encontrar no seu caminho. Abrir o próprio negócio exigirá muita paciência, foco e dedicação. O trabalho é árduo e exige muito comprometimento, porém a recompensa pode ser grandiosa. Ser dono do próprio negócio pode trazer muita realização pessoal, bons lucros e a possibilidade de trabalhar com liberdade e autonomia.

Conheça histórias de grandes empreendedores e você vai perceber que eles não tiveram sorte e sim muita força de vontade. Então meu(minha) amigo(a), boa força de vontade ;).