CHA o que é? Entenda o que é e como aplicar

A CHA é um conceito surgido na década de 90, que apresenta três elementos-chave para a contratação e formação de uma equipe profissional. 

A Gestão de Pessoas é fundamental para o êxito de uma organização!

Esse setor é o encarregado pela boa e adequada relação dos colaboradores com a empresa, e da equipe entre si.

A correta Gestão de Pessoas trata-se de um processo por meio do qual se busca, em primeiro lugar, a satisfação do colaborador, e, através disso, um melhor e progressivo desempenho profissional.

Embora tal trabalho tenha aspectos formais e metodológicos, que um trabalhador de recursos humanos deve conhecer bem, a função de um Gestor de Pessoas, têm atribuições muito mais humanas que técnicas. 

Se você é, por exemplo, um gestor de pessoas, o site Cadastro Empresa pode ajudá-lo (a) a encontrar empresas e fornecedores na sua cidade, que possivelmente necessitem dos seus serviços ou produtos. Confira à seguir!

Mas final, CHA o que é?

A sigla CHA tem sido muito usada ultimamente no âmbito da gestão de pessoas. O conceito foi proposto por Scott B. Parry, em 1996, no livro “The quest for competencies”.

CHA-O-QUE-E

CHA significa: Conhecimento, Habilidade e Atitude.

Esses três fatores são de suma importância para o êxito de uma empresa e para o sucesso profissional de uma pessoa.

Para que serve o CHA?

A preparação para o mercado de trabalho vem tornando-se, nos últimos anos, cada vez mais exigente. 

E atualmente os profissionais de recursos humanos destacam a importância de que a formação dos colaboradores seja enfocada em duas dimensões: a dimensão humana e a dimensão profissional. Trata-se de uma preparação integral.

  • Por um lado, a formação humana oferece a possibilidade de um crescimento nas áreas que fazem alguém ser uma melhor pessoa. Nesta dimensão encontramos processos como adquirir autoconhecimento, aprender a ler as próprias experiências vitais, a tão falada inteligência emocional, e as habilidades interpessoais.

Ao contrário do que poderíamos pensar, a formação humana de um colaborador também deve constar em um programa de treinamento de uma empresa, porque uma pessoa capaz de gerir seus próprios conflitos internos e com as habilidades relacionais desenvolvidas terá uma maior possibilidade de crescimento profissional, e, logo, melhores resultados.

  • Por outro lado, entramos precisamente na formação profissional. Neste âmbito tocamos todos aqueles elementos responsáveis pelo desenvolvimento próprio de uma atividade laboral. Nesta dimensão, um gestor de pessoas preocupar-se-á por contratar colaboradores com formação teórica e conhecimentos práticos.

No entanto, cabe mencionar aqui que nem sempre basta que um profissional tenha uma base teórica e experiência.

gestao-de-pessoas

Como o CHA pode auxiliar na Gestão de Pessoas?

Nesse sentido, a CHA ajuda a entender os aspectos fundamentais para a escolha adequada por parte do departamento encarregado de Gestão de Pessoas.

Ainda nesta dimensão, é um bom caminho encontrar empresas que ofereçam um Departamento de Recursos Humanos preocupado com o crescimento dos seus funcionários.

  • Conhecimento: trata-se da capacidade teórica sobre determinados assuntos. O conhecimento é importante para a execução das tarefas de uma empresa.

Dica para o empregador: na hora de contratar novos colaboradores, procure saber quais são os conhecimentos que ele possui, e se está aberto a continuar preparando-se profissionalmente.

Dica para o empregado: não se conforme com o conhecimento que já possui, lembre-se que investir em você é um negócio e tanto.

  • Habilidade: refere-se propriamente à capacidade de aplicação dos conhecimentos teóricos. Por meio das habilidades é que o colaborador poderá dar respostas aos problemas que surgirão durante o desempenho profissional.

Dica para o empregador: embora seja uma prática comum no Brasil, a exigência de experiência prévia para a contratação de um funcionário pode ser substituída se a empresa decide dar uma oportunidade para o candidato à vaga para ver como ele se desempenha aplicando os seus conhecimentos a problemas cotidianos da empresa, e oferecendo a ele uma preparação adequada.

Dica para o empregado: quanto mais habilidades você puder desenvolver melhor. Por isso, aproveite as relações no interior da empresa para capacitar-se para a execução de diversas tarefas. Você também pode buscar na Cadastro Empresa aquelas companhias onde suas habilidades serão valorizadas.

  • Atitude: não basta ter a base teórica e saber fazer algo, se o colaborador só funciona à base de ordens. Com a atitude o que se espera é que o profissional consiga tomar iniciativas rápidas ante a necessidade de resolução de problemas.

Dica para o empregador: já na entrevista prévia à contratação faça perguntas ao candidato sobre como ele atuaria em determinadas situações.

Formule exemplos de circunstâncias que ele poderia ter que enfrentar no desempenho da vaga, e pergunte como ele atuaria. Esperaria uma ordem ou seria capaz de tomar a iniciativa?

Dica para o empregado: o mercado de trabalho vem tornando-se cada vez mais exigente, e uma das características que geralmente se espera de um profissional é a atitude proativa.

Por isso, prepare-se emocionalmente para enfrentar possíveis situações atípicas que poderiam surgir na execução de suas funções, e aprenda a lidar com momentos de instabilidade.

CONCLUSÃO

A Gestão de Pessoas é um dos mais relevantes departamentos de uma empresa e utilizar a técnica CHA pode auxiliar na otimização de processos internos do seu negócio!

Sem ele, qualquer organização corre o risco de ter na folha de funcionários colaboradores que, embora capazes, não vestem, como se espera, a camisa da empresa.

A preparação de um indivíduo para o mundo do trabalho exige não apenas uma formação estritamente dirigida à execução de determinadas atividades.

Senão que também passa, necessariamente, por uma preparação humana, que seja capaz de propiciar-lhe ferramentas para que seja, cada vez mais, uma pessoa melhor.

Por isso, a formação profissional deve construir-se sobre bases humanas, e essas devem igualmente continuar sendo trabalhadas em alicerce com a CHA!

Um manejo emocional insuficiente poderia, por exemplo, gerar dificuldades nas relações laborais.

O conceito de CHA é, na verdade, uma sigla que significa conhecimento, habilidade e atitude, e que cada um desses elementos complementa o outro.

Sendo assim, um profissional bem preparado tem os conhecimentos teóricos adequados, mas também está formado a partir de habilidades práticas para a execução de suas tarefas.

Por outro lado, espera-se que tal profissional também possa agir perante situações que exijam sua intervenção, e que não espere sempre as ordens de seus superiores.

A proatividade é um diferencial em qualquer profissional!

Esperamos que este conteúdo tenha sido enriquecedor para seu aprendizado e, caso tenham dúvidas, comente aqui em baixo! Será um prazer receber seu feedback.

Um abraço e bons negócios!

Compartilhe:

Deixe um comentário