4 Passos Fundamentais Para Iniciar Uma Criação de Galinha Caipira

Como Montar Uma Criação de Galinhas Caipiras
Investir na criação de galinha caipira é opção de negócio rentável e atrativa para quem tem afinidade com criação de aves.

Está pensando em trabalhar com criação de galinha caipira? Veja aqui como começar uma criação de galinha caipira com informações sobre manejo, cuidado e montagem de estrutura.

A galinha caipira é uma das mais queridas como prato alimentar porque sugere que é uma galinha mais saudável, o que realmente é. Ela recebe este nome por sua alimentação ser bem natural e por sua criação ser livre. Deste modo, qualquer galinha pode ser chamada de galinha caipira, pois o que determina mesmo é a forma como esta é criada e não a raça a que pertence.

As galinhas caipiras são as preferidas para alimentação pelos naturalistas, os que curtem um alimento saudável, pois elas não recebem alimento industrializado nem bombas de hormônio para ganhar peso. É tudo um processo natural que mais lembra as criações de sítio e casas do interior.

Por isso, são consideradas mais caras no preço de venda, uma vez que são livres de agrotóxicos, hormônios e alcançam pouco peso, mas possuem uma carne mais saudável para a alimentação humana.

O preço de um quilo de galinha caipira é cerca de 20% mais caro que as demais aves brancas de criação em granja com fim industrial e mais de 30% se comparada as pré-prontas para a alimentação. Mas segundo os seus compradores, vale a pena pelo sabor diferenciado e a qualidade do alimento que estão levando para casa. Confira mais sobre criação de galinha caipira.

4 Passos Fundamentais Para Iniciar Uma Criação de Galinha Caipira

1- Estrutura Para Criação de Galinha Caipira

Estrutura Para Criação de Galinha Caipira
A estrutura para criação de galinha caipira deve ser espaçosa, galinhas caipiras estão acostumadas a serem criadas em quintais e sítios, com espaço ilimitado para si.

Este é o tipo de criação que pode ser feita voltado para duas finalidades: consumo próprio ou venda. Em ambas finalidades descritas anteriormente, o que vai mudar mesmo é o porte da área onde vão ser criadas as galinhas, que deve ser o mais natural possível. O ideal é que seja construído um espaço com cobertura em madeira, telhas ou outro material Porém, é interessante que a terra no chão seja mantida, o que irá deixar a galinha mais saudável também por fazer os exercícios de ciscar sem se machucar com o cimento.

A galinha caipira tradicional é aquela que anda pelos quintais livremente, então quanto mais espaço tiver no criadouro melhor. No interior, elas são criadas e vendidas desta forma em feiras livres e o que o criador em centros urbanos irá fazer é reproduzir o mesmo ambiente rural em um pequeno espaço. O ideal é que seja mantida uma área que acople até quatro galinhas por metro quadrado, para que elas circulem e se alimentem a vontade e de maneira natural.

Uma sugestão é construir um barracão em madeira com tela arredondada na parte frontal para que as galinhas possam receber luz solar, se proteger de chuva e frio, não possam fugir e ainda serem observadas caso algo esteja errado no ambiente. A área coberta também será a responsável por proteger as aves de predadores como cachorros, gaviões, ratos, gatos, entre outros.

No mesmo espaço pode ser construída a área de encubação, chamada de chocadeira, para quando os ovos forem


postos e separados da mãe para garantir o crescimento e assim gerar mais galinhas e aumentar o lucro. Os ovos podem ser separados entre os que vão ser chocados e os que vão ser vendidos, mas para isso é preciso uma observação diária para, assim que os ovos forem postos, serem separados das mães, pois se começarem a ser chocados eles já serão férteis e não poderão ser destinados para consumo.

Toda essa estrutura para ser montada não deve passar dos R$ 1 mil. Por isso, a criação de galinha caipira é considerada a mais rentável e barata para iniciação, pois o capital de investimento inicial é bem baixo.

2- Galinhas Matrizes

Não compre em granja a galinha caipira para começar uma criação. O ideal é que sejam compradas as matrizes de outros criadores, pois elas virão férteis e com boa qualidade de reprodução. Antes de começar a criação, é recomendado que sejam avaliadas por um zootécnico para verificar a qualidade da ave e seu estado de saúde para que não tenha prejuízos posteriores com fornecedores.

3- Alimentação da Criação de Galinha Caipira

Alimentação da Criação de Galinha Caipira
A alimentação da criação de galinha caipira pode ser bem variada, mas o recomendável para ganho de peso das galinhas caipiras ainda é a ração.

Como é preferível manter a maior naturalidade possível das aves, o ideal é que estas sejam alimentadas apenas com milho e não com ração. A ração é a maior responsável pelo aumento do peso, mas também tem influência sobre o seu sabor, maturação e não é a alimentação natural da ave.

No interior, os criadores alimentam galinha caipira única e exclusivamente com milho, que pode ser comprado em casas de ração. As galinhas também podem ser alimentadas com verduras, pois elas adoram. Pode-se ainda administrar restos de comida como arroz e macarrão, desde que estes restos não contenham carne e não sejam muito gordurosos.

Coloque alimento duas vezes ao dia para que as galinhas sejam estimuladas a comer, mas não muito mais que isso para não danificar a rotina da ave. Coloque o  milho ou alimento sempre ao amanhecer e depois do almoço. Assim, no outro dia elas irão comer bem mais por terem passado mais de oito horas sem se alimentar.

4- Cuidados Com a Criação de Galinha Caipira

Galinhas são aves que sujam em seus ciscados e defecam bastante. Para evitar que a criação se contamine com doenças, limpe diariamente a área com vassoura e coloque água limpa. A cada dois meses, é recomendável acrescentar um pouco de vermífugo especifico para galinhas na água para que todas estejam protegidas contra verminoses.

As galinhas geralmente colocam ovos ao amanhecer, sendo importante que elas estejam presas em gaiolas durante a noite para que os ovos não fiquem espalhados pelo criadouro e possam ser perdidos ou pisoteados. Uma dica é tornar rotina a observação de cada canto do galinheiro sempre pela manhã, principalmente na primavera, quando elas põem, em média, um ovo por dia, às vezes mais.

Sempre coloque o ovo contra a luz para verificar se ele é fértil. Você irá conseguir ver uma gema com nervos saindo, como pequenas tiras, sinais de enervação. Caso não seja, podem ser vendidos, pois ovos de galinha caipira são considerados bem mais nutritivos que galinha de granja e com valor maior de mercado.

Gostou das dicas de como montar uma criação de galinha caipira? Comente e cadastre seu e-mail para receber mais dicas de negócios!