Como Montar Uma Casa de Materiais Elétricos

Como montar uma casa de materiais elétricos
Como montar uma casa de materiais elétricos.

Veja como fazer para montar uma casa de materiais elétricos de pequeno ou médio porte. Existem tipos de negócios que são um sucesso, independente da localização do empreendimento e um desses exemplos é uma casa de materiais elétricos. Os itens vendidos nessas lojas são considerados básicos para compra e venda, seja para pequenos reparos em casa como também para realização de uma obra como um todo. Eventualmente, as pessoas precisam comprar uma lâmpada, um novo interruptor, pedaços de fio e tudo o mais que for necessário para a manutenção e reparos em sua residência.

Uma casa de materiais elétricos é o modelo de novo negócio que funciona tanto em grande como em pequeno porte. Há diversas histórias de empresários que cresceram e conseguiram uma boa fonte de renda com uma pequena casa de materiais elétricos de bairro. Como os itens aqui são vendidos tanto para uma reforma como para uso no dia a dia, o público é mesmo o morador que irá precisar de uma lâmpada em casa ou outro material. Por isso, ter uma casa de materiais elétricos em cada bairro é de extrema importância e uma boa fonte de renda para o proprietário.

Mercado, localização e concorrência de uma loja de materiais elétricos

É fato que este modelo de negócio é considerado básico, ou seja, necessário para o público e por isso a concorrência é alta, mas não em todos os bairros ou cidades. É sempre bom avaliar se no bairro pretendido há mais de uma loja deste segmento e dependendo da população local e do seu poder aquisitivo, pode não ser uma boa ideia. Fuja de bairros pequenos e os que sejam muito grandes sem área comercial. Opte apenas pelas áreas que tiverem menos de duas lojas de materiais elétricos e que não fiquem muito próximas ao ponto comercial escolhido para montagem da sua loja.

A localização deve ser bem visível e a loja bem sinalizada na fachada. Caso o ponto comercial em questão já tenha estacionamento melhor, mas caso não o tenha, opte por um local que tenha ruas periféricas próximas para que seus clientes tenham mais conforto. Em caso de bairros residenciais o estacionamento pode ser dispensado sem muito prejuízo.

Uma boa dica é ter a sua loja de materiais elétricos localizada próximo a feiras livres, supermercados e padarias, que são locais de grande movimento e já visitados. Assim, a sua imagem será associada como ponto de referência de localização para quem ainda nem precisou encontrar a loja, mas que vai se lembrar quando necessitar de algum material.

Estrutura para a montagem de uma loja de materiais elétricos

A estrutura básica para montar uma loja de materiais elétricos consiste em estantes para mostruário e prateleiras no estoque. Outro ponto positivo deste modelo de negócio é que, na maioria das vezes, os itens ficam guardados em estoque, ficando à vista do cliente apenas uma amostra de cada produto por marca, exposto em mostruário de parede ou de chão do fabricante. É também uma forma de evitar pequenos furtos e trazer mais segurança para o empreendedor.

De móveis são poucos os itens a serem comprados. Caso tenha um espaço administrativo será preciso apenas uma mesa, cadeira e computador, o que é dispensável em lojas de porte menor, uma vez que o dono pode usar o próprio ambiente de atendimento, como um balcão em madeira ou construído em tijolo no formato simples. No mais, serão poucas as prateleiras.

Outro ponto positivo e que vai animar ainda mais seguir por este modelo de negócio é que são usadas poucas prateleiras para


mostruário, porque em alguns casos, os produtos já são cedidos com pedestais para quem for vender a linha completa do fabricante. Exemplos de marcas que fazem tal ato: Philips, Tigre, entre outras. Esta é uma solução perfeita para economizar espaço em loja e se prevenir contra pequenos furtos, principalmente de itens mínimos como lâmpadas, bocais elétricos, parafusos, chaves de eletricidade, contadores, difusores, disjuntores, entre outros.

Funcionários de uma casa de materiais elétricos

Caso opte pelo modelo de pequeno porte para a sua casa de materiais elétricos, ao estilo bairrista, será preciso apenas mais um funcionário além do próprio dono que irá atuar no local. É recomendado que em lojas pequenas, o dono seja também um administrador presente, uma forma de economizar com mão-de-obra e também de estar perto do empreendimento o tempo todo.

Porém, se for uma loja maior e se o empreendedor tiver outro trabalho ou atividade, é melhor que contrate mais atendentes para garantir um atendimento de qualidade e causa boa impressão.

Investimento inicial na montagem de uma casa de materiais elétricos

O valor do capital inicial a ser investido em um empreendimento deste porte gira em torno de R$ 60 mil, incluindo o gasto com documentação, aluguel do imóvel e montagem da estrutura. O valor pode variar de acordo com a cidade e com o porte escolhido para o negócio. O maior gasto será, sem sombra de dúvidas, com produtos para a venda. Os gastos mensais que estão envolvidos são basicamente reposição de estoque, pagamento de aluguel e contas de luz e telefone, além do salário dos funcionários.

Onde comprar produtos para montar uma casa de materiais elétricos

Os produtos que vão ficar à venda nessas lojas devem ser comprados diretamente com os fabricantes. A boa noticia é que não é preciso ir até eles, já que as marcas enviam representantes comerciais que vão até você e eles mesmos se encarregam de trazer os produtos quando o acordo de comercialização dos produtos for fechado.  Para fazer a reposição de estoque o processo é o mesmo: basta telefonar que os mesmos contatos comerciais irão entregar o que for solicitado por telefone, já com a nota fiscal pronta, restando apenas o pagamento dos produtos.

Dicas de como lucrar com uma loja de materiais elétricos

O segredo deste modelo de empreendimento é trabalhar com variedade de marcas e de produtos. Opte por ter produtos de um mesmo modelo do mais caro ao mais barato e tenha de tudo um pouco. Escolha ter menos itens iguais em loja e mais variedade de material à venda, pois assim, o cliente irá acreditar que para qualquer eventualidade poderá ir até o seu endereço que sairá satisfeito.

Outra dica importante é não se esquecer de trabalhar com cartão de crédito. Para atuar com esta forma de pagamento, é preciso ter o CNPJ e a firma aberta, devidamente registrada como ponto comercial. Esta é uma das formas mais usadas de pagamento hoje em dia e querendo ou não muitos dos seus clientes irão pagar com essa modalidade, podendo ser a solução para vender mais.

Antes de montar a loja de materiais elétricos, visite concorrentes e aconselhe-se com os representantes comerciais e até outros proprietários para saber quais itens colocar à venda. A lista de material é bem ampla e de todos os valores, indo de pequenos itens de R$ 0,20 a mais de R$ 100. Procure saber o que é básico, o que precisa ter na loja sempre, o que é um extra e o que é menos pedido, porém também de importância e obtenha um pouco de cada, mesmo com estoque pequeno.

Pronto para montar a sua casa de materiais elétricos? Deixe seu depoimento!